Ouça a Rádio Estação Cultura 96,3 FM

  ambiente virtual

ESTAÇÃO CULT

FUNDAÇÃO

ACESSO A INFOR

DOMINIO PUB

CAPES

sisreq

ouvidoria

 

Notícias Noticias 2017 Novembro Azul
Novembro Azul

IFSULDEMINAS - Campus Machado promove ação em prol da Campanha Novembro Azul.

01 1Em novembro ocorrem duas importantes campanhas de prevenção: Dia Mundial do Diabetes e Dia Mundial na Luta Contra o Câncer de Próstata. As duas se uniram e formaram o Novembro Azul. Com a intenção de alertar e chamar a atenção de homens para a prevenção do câncer de próstata, a Coordenadoria Geral de Assistência ao Educando/Setor Saúde, como no ano passado, promoveu um trabalho de conscientização sobre a prevenção e diagnóstico precoce, além de alertar a todos sobre o diabetes.

A ação contou com a realização de aferição de Glicemia Capilar, distribuição de folderes, laço símbolo da campanha, exposição de mural explicativo , faixas e banner. No dia 9 de novembro, foram aproximadamente 250 atendimentos. O mural continuará exposto até o fim do mês, juntamente com a entrega de laços azuis. As responsáveis pelo evento foram às enfermeiras Rubia de Paiva Braga, Carla Siqueira e Monike Michele Silva.

Saiba mais

Fonte: SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA E AGÊNCIA BRASIL.

O número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos, passando de 5,5% da população em 2006 para 8,9% em 2016. A pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada em 17 de abril deste ano, pelo Ministério da Saúde, revela ainda que as mulheres registram mais diagnósticos da doença – o grupo passou de 6,3% para 9,9% no período, contra índices de 4,6% e 7,8% registrados entre os homens.

O câncer de próstata (CaP) permanece como a neoplasia sólida mais comum e a segunda maior causa de óbito oncológico no sexo masculino. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) foram estimados 61.200 novos casos em 2016/2017 no Brasil, constituindo o tipo de câncer mais incidente nos homens (excetuando-se o câncer de pele não-melanoma) em todas as regiões do país, com 28,6% dos casos. Apesar dos avanços terapêuticos, cerca de 25% dos pacientes com câncer de próstata ainda morrem devido à doença. Atualmente, cerca de 20% ainda são diagnosticados em estágios avançados, embora um declínio importante tenha ocorrido nas últimas décadas em decorrência, principalmente, de políticas de rastreamento da doença e maior conscientização da população masculina.

Uma das formas de prevenir o câncer de próstata é aderir a uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos. Exames para o diagnóstico precoce do câncer de próstata incluem análise de sangue e toque retal. Deve ser feito anualmente em indivíduos acima de 45 anos e, no caso dos que possuem histórico familiar da doença, é recomendado que se faça a partir dos 40. Ainda há muito preconceito dos homens para a realização deste exame, mas é imprescindível para a detecção precoce e, consequentemente, a realização do tratamento adequado. Dura menos de 15 segundos, é praticamente indolor e não afeta em nada a masculinidade do paciente.

Fazer o exame de próstata todo ano é sinônimo de cura. Homens devem quebrar o preconceito e visitar seu médico anualmente.

 

Texto: Carla Siqueira
Revisão: Ascom Machado
Fotos: Diego Souza
comunica.machado@ifsuldeminas.edu.br

 

 

sele instituto federal

selo rede de ensino